05 abril, 2013

ARTIGO -O melhor dos dois mundos: digital e tradicional

Oláaaaa!!
Td bem com vcs?

Hj volto com um artiguinho singelo, totalmente baseado nesse aqui da Traci Reed porque está suuuper na moda o scrap híbrido, ou seja, o uso de técnicas de scrapbook digital, elementos digitais, no scrap tradicional. E vice versa, porque hj muitas pessoas querem fazer scrap digital com carinha de scrap tradicional ou até mesmo, fazem seus projetos digitais, imprimem e incluem mais elementos físicos!

Enfim estamos ultrapassando a fase do digital x tradicional para chegar ao "melhor dos mundos" a integração do que há de melhor em cada um desses tipos de scrapbook.

A tecnologia ajudou bastante! As máquinas digitais e telefones celulares hoje permitem a edição  refinada das fotos, que vão desde o recorte de fotos, até a aplicação de filtros e efeitos espetaculares!

Veja aqui alguns aplicativos legais de fotografia para seu celular (um deles é o antigo da Glitter Girl).

Ainda assim algumas considerações ainda permanecem (mesmo que mais fracas);

Scrapbook tradicional:

Prós
- Multidimensional (o olhar e sentir fazem parte da experiência de manusear as obras cheias de camadas, cores e texturas);
- Projetos realizados manualmente;
- Uso da própria caligrafia;
- Não há necessidade de uso de computador;
- Customização da foto com recursos da máquina digital e aos filtros que ela possui;

Contras
- O álbum e os projetos são mais volumosos;
- Erros de execução podem inviabilizar ou não obter o resultado esperado;
- Recursos e itens esgotam-se após o uso;
- As obras são únicas (isso pode ser uma vantagem);
- Produção em série de difícil execução;
- Necessidade de muito espaço para organização de produtos e ferramentas.

Scrapbook digital:

Prós
- Formas ilimitadas para alterar fotos, desde que a scrapper saiba usar os softwares de edição de imagem;
- Usos mais versáteis do texto;
- Erros podem facilmente ser corrigidos ao apagar o item;
- Você pode reutilizar materiais de scrapbooking digital que você adquiriu, criou ou comprou;
- Tudo o que você precisa é a sua câmera do computador, e um programa de software;
- Você pode criar uma página e imprimir várias cópias do mesmo;
- Você pode armazenar suas páginas em um DVD;
- Armazenamento facilitado de elementos digitais.

Contras
- Projetos são planos.
- Mais difícil adicionar lembranças/memorabilia - como uma mecha de cabelo.
- Necessidade de aprender um novo software.
- Perder o toque pessoal de sua própria caligrafia. (A menos que você use um tablet gráfico)


Scrapbooking híbrido: melhor dos dois mundos

Prós
- Customização de fotos usando software conforme suas necessidades;
- Adicionar enfeites de páginas impressas;
- Ter o olhar único de páginas digitais juntamente com o olhar multidimensional de páginas tradicionais;
- Facilita a produção em série de suas obras, sem perder o aspecto manual;
- Ter conhecimento avançado de um software de edição de fotos pode auxiliar na otimização do uso de ferramentas como a máquina silhouette.

Contras
- Você tem o custo adicional de compra de itens físicos para colar a sua página;
- Você precisa comprar e aprender um software de edição de fotos;
- Pode precisar planejar um pouco mais para decidir onde vai colocar os enfeites reais que você vai para a página depois de impressa.

Vamos lá então às diquinhas?

1. Imprima elementos do kit digital: Essa é básica!!! hahaha Até parece brincadeira q estou escrevendo isso! ;-) Mas é verdade! E vc pode imprimir o elemento já customizado a seu modo para evitar a necessidade de ainda ter que recortar, colar, escrever em cima... enfim, tá certo que fica com uma carinha mais manual, mas... qdo o assunto é tempo e resultado, fazer a maior parte via computer, ajuda muito!
By Nayda Rocha: projeto tradicional usando elementos digitais e tradicionais.

By Georgia Visacri: projeto digital usando elementos digitais feitos para impressão.

2. Use elementos digitais e inclua fotos neles: No exemplo abaixo, os journaling cards foram recortados para o encaixe de fotos em um Project Life:


Ou ainda, de novo, caso tenha conhecimentos e habilidade na área, olha que xuxuzinho de customizar seus journaling cards no photoshop:


Adding a caption box to a predesigned journal card from Cathy Zielske on Vimeo.

Veja aqui como customizar alguns elementos digitais como bandeirolas.

CZ Design: How to work with photo flag PNG files from Cathy Zielske on Vimeo.
Para baixar os freebies da Cathy, clique aqui.

3. Use Brushes e Stamps: dentro do photoshop são as ferramentas pincel e carimbo. Basicamente pode-se criar ou carregar imagens que são usadas ou como uma imagem carimbada ou como uma série de imagens iguais. Os arquivos tem extensão .abr, .png. Veja aqui como criar um brush e aqui como instalar um brush. Veja mais aqui.

Exemplo de uso:

4. Use Overlays: são os elementos feitos para sobrepor em cima da foto... algumas molduras... No photoshop é a opção "sobrepor".  No scrap tradicional são as transparências! Usamos como moldura, como fundo, camadas... Veja alguns produtos digitais:

 Exemplo de uso by Ali Edwards:

Agora, se você tem habilidade ou conhecimento de photoshop, olha esse tutorial super legal e "simples" (até tentar... hahaha) de se fazer! Daí vc economiza com a compra desses overlays! ;-)

Photoshop Frame & Overlay Tutorial from Cathy Zielske on Vimeo.

5. Use Templates e Quick Pages: são estruturas pré-prontas ou prontas, nas quais inseridos elementos nas camadas existentes e customizamos conforme nossa necessidade. As quick pages são menos flexíveis. Nelas a idéia é somente incluir a foto.


Veja esse template de fotos 10x15 (ajuda muito na hora de fazer colagem de fotos (caso não queira fazer isso, use o Picasa q tb dá certo!) ;-)

Leia aqui um tutorial: http://www.sweetshoppedesigns.com/tutorials/index.php/2012/02/using-clipping-masks/
Faça download aqui e aqui tutorial de como usar os templates.

Lembram quando falei que as diferenças já não eram tão grandes assim? Pois bem, o scrapbook tradicional tem como uma das principais características sua interatividade, porém olha que interessante esse artigo no qual se inclui os QR Codes nas páginas digitais! Resultado: além do projeto, pode-se linkar a memória a um vídeo publicado online!
Veja como fazer aqui, aqui e aqui.

Agora se a questão é a impressão, sim, é difícil acertar!
Veja aqui dicas da Cris Oliveira:
-Dicas de impressão em português. Aqui tb;
-Tipos de papéis para impressão;
-Dicas de impressão em inglês.

Veja mais alguns tutoriais da Cathy aqui.

-Printables aqui, aqui, e aqui (festa da Alice).

Eu confesso, não consegui direito até hoje, por isso quase não faço nada híbrido... hahahaha Mas... vejo que muita gente faz, por isso esse post! Normalmente quando vou fazer scrap tradicional, uso material tradicional e quando vou fazer scrap digital (flyers, folders, ímas), faço digital direto...

Bom... falei, falei, falei. Espero que seja útil para vcs e... mais uma vez, perdão pelo atraso na postagem.

bjsss

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Sueli, obrigado pelo post! Eu sou supeita pois a maioria dos meus projetos é de scrap hibrído, adorooo! faço desde que comecei no scrap! Temos marcas maravilhosas oferecendo o scrap digital, Eco Park, Glitz, American Crafts e muitas outras!!!!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh é verdade!
      Esqueci de falar das empresas né...
      Quem sabe depois arrumo esse post!
      Bjss

      Excluir
  3. Adorei o post Su.....super dicas , principalmente pra quem usa o digital só de vez em quando!!! Vou voltar pra ler de novo!

    Bjoa
    Bi

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post Sueli!!
    E obrigada por publicar uma página minha do meu Smash!! Adorei!
    Bjs
    Katinha

    ResponderExcluir